Empresário diz esperar vacina contra a covid-19 e garante instalação de Parque Aquático na Paraíba

Empreendimento foi vítima de boatos que falavam do cancelamento do projeto

Há pelo menos um mês, caiu como uma bomba a notícia de que o projeto de construção do Parque Aquático – Sun Park -, na cidade de Lucena, litoral Norte da Paraíba, havia sido cancelado. Várias versões foram especuladas, vídeos com a destruição do showroom – instalado na Avenida Epitácio Pessoa para comercialização – circularam nas redes sociais, problemas de licença ambiental com a prefeitura de Lucena, e o boca a boca informava sobre a aplicação de um possível golpe.

A reportagem do Turismo em Foco ouviu o empresário Vinícius Andrade, Ceo da VGDA, empresa responsável pelo projeto do Sun Park e comercializadora de parques aquáticos que atua em todo o país. Por meio de WhatsApp, o executivo afirmou que o “projeto de vendas do parque aquático em João Pessoa ainda está de pé. Isso mesmo!”
 
“O projeto vai acontecer. O que estamos vivendo agora é uma espera necessária da vacina contra a Covid, que é essencial para este nosso mercado e para o trabalho das equipes de venda em locais públicos, que, para se tornar viável, precisa de ações que demandam aglomerações. além de uma alteração no quadro de empreendedores do negócio.”

De acordo com Vinícius Andrade, tudo é uma questão de responsabilidade com as pessoas e aprimoramento do projeto, para que seja melhor viabilizado. “Todas essas mudanças, tanto a de cronograma quanto a de empresários atuantes no negócio, só tornarão nosso projeto mais forte e rentável para todos os envolvidos. Teremos ainda, dentro de alguns meses, uma nova sede comercial e a segurança indispensável, pontuou o empresário.
 
O projeto do Sun Park, que deve ser construído na praia de Camaçari, em uma área de 2 milhões de metros quadrados, e terá ainda um complexo hoteleiro e projetos imobiliários incluídos. O investimento gira em torno de R$ 100 milhões.

“Vamos trabalhar neste projeto que elevará o turismo de João Pessoa para outro nível”, afirmou Vinícius Andrade.