Rosa A Guiar - Passeios incríveis pela Paraíba

Igreja da Guia: barroco brasileiro

Para os apaixonados por história, a Paraíba e seus monumentos são um prato cheio. Nossa dica é conhecer uma das edificações mais originais do Brasil. A Igreja da Guia, localizada no município de Lucena, na região metropolitana de João Pessoa. Dá para ir pela BR 101 ou pegando uma balsa, em Cabedelo.

A belíssima Igreja de Nossa Senhora da Guia – padroeira dos navegantes, está situada numa colina, como sempre construíam os colonizadores, para ter uma visão estratégica de quem chegava por rio ou mar. E a visão de lá é belíssima, com a extensão do mar e também do rio Paraíba. Os registros históricos indicam que uma capela foi construída no local em 1591, pelos carmelitas. De acordo com as crônicas de Frei Lino do Monte Carmelo, o templo atual começou a ser construído por volta de 1730. 

E o que tem essa igreja de tão especial? Ela é considerada uma das mais singulares do Brasil, por vários motivos. A igreja foi construída no local por ter, ali perto, uma grande aldeia, e os padres carmelitas foram para lá catequizar os índios. Na estrutura da igreja, a fachada, molduras das janelas e altar são esculpidos em pedra calcárea, sendo a única igreja do período barroco do país que possui o altar-mor esculpido em pedra. É um belíssimo exemplo da arquitetura religiosa no Brasil. Na década de 1980 foi restaurada pelo Iphan com o apoio do governo do Estado e da Arquidiocese.

A arquitetura barroca é elemento fundamental da memória estética nacional. A Igreja da Guia nos mostra um valioso exemplo do estilo barroco tropical. Com um olhar mais atento, pode-se ver esculpidos na fachada abacaxis, cajus, fauna e flora locais, em meio a armas portuguesas e caveiras. As características do barroco brasileiro deram originalidade ao estilo no país. Alguns pesquisadores veem a representação de ícones nacionais como resistência a uma arte totalmente copiada dos portugueses, outros como uma visão exótica do colonizador sobre a natureza brasileira. O fato é que, temos aqui, na Paraíba, este imponente monumento que é tombado pelo Iphan e Iphaep. Vá conhecer. Vale a pena.