Paraíba - Todos os Cantos

Um giro pelo turismo da Paraíba

Coronavírus
Devido à pandemia do coronavírus, foram cancelados ou adiados muitos eventos culturais, redução de vôos, entre outras medidas. É um tempo de reflexão e um pouco de isolamento porque devemos evitar lugares com aglomerações. O turismo, conseqüentemente é um dos setores mais afetados, porém, não devemos suspender os nossos sonhos, ou seja, não desista daquela viagem a um destino muito almejado, faça o cancelamento e programe para quando tudo isso passar. Eu destaco aqui diversos locais para você se programar para conhecer quando tudo passar.

Cabaceiras (Foto Teresa Duarte)
O município de Cabaceiras, região do Cariri paraibano, ao longo dos anos vem se destacando no trabalho artesanal em diversas tipologias e o artesão David Renovato da Silva é um exemplo desse talento. A sua produção em marcheteria se tornou o sustento de sua família e hoje ele é referência na arte de produzir artesanato utilizando madeira típica daquela região em seu atelier no distrito da Ribeira, onde confecciona peças belíssimas, feitas a partir das árvores mortas.

Litoral Norte 
Com aproximadamente 60 quilômetros de praias, o litoral norte paraibano caracteriza-se por rios, falésias e preservação da Mata Atlântica. A região também é conhecida pela existência de aldeias dos índios potiguaras, preservando a história e tradição das tribos. Para facilitar o acesso de turistas e visitantes o Governo do Estado investiu na construção e pavimentação de rodovias que dão acesso às cidades de Lucena, Baía da Traição, Mamanguape e Mataraca, esta última faz divisa com o Estado do Rio Grande do Norte.

Ingá (Foto Teresa Duarte)
O município de Ingáconta com um projeto turístico desenvolvido pelo Sebrae-PB. Trata-se do projeto “Caminhos do Vale do Paraíba”, que engloba os “Caminhos de Zé Lins”, “Caminhos das Artes”, “Caminho das Itacoatiaras”, “Caminhos dos Quilombos” e os "Caminhos das Aventuras". O roteiro tem como objetivo oferecer aos próprios paraibanos e aos turistas a cultura local, bem como o turismo de aventura existente nos municípios que fazem parte do Vale do Paraíba. No município de Ingá, os turistas que seguirem o roteiro vão conhecer os mistérios, a cultura, o artesanato e a natureza local no “Parque das Itacoatiaras”, composto pelo museu e comercialização de produtos artesanais, Memorial do Cuscuz, Casa dos Retalhos, Ateliê do Tetéu e a Comunidade Chã dos Pereira, no encontro com as artesãs labirinteiras.

Barra de Camatuba
Se você gosta de apreciar uma beleza selvagem, a dica é a Barra de Camaratuba. Habitada por uma pequena vila de pescadores ela pertence ao município de Mataraca, a aproximadamente 110 km de João Pessoa/PB e a 120 km de Natal/RN, estando situada no meio do pouco que resta da mata atlântica, com praias desertas, lagoas, áreas de proteção ecológica e muito mais. A beleza local vem despertando o interesse de visitantes e investidores estrangeiros, que planejam com o apoio do poder público municipal, transformar a Barra de Camaratuba em um ícone do desenvolvimento turístico, sustentável e preservacionista com foco no ecoturismo turismo rural e de aventura. O acesso a Barra de Camaratuba é através do município de Mataraca. Partindo de João Pessoa é feito no sentido Norte pela BR 101.

Solânea (Foto Teresa Duarte)
Para quem gosta do turismo religioso o município de Solânea conta com um rico acervo do trabalho missionário do Padre Ibiapina, onde você reviver momentos históricos no Santuário Padre Ibiapina. O lugar, além da beleza natural e clima agradável da região do brejo paraibano, transmitem paz aos turistas que ali procuram conviver um pouco sobre o trabalho e vida do Padre. O complexo do santuário é formado pela casa onde o Padre morou, Casa dos Milagres, Igreja, Mausoléu do Padre Ibiapina, Museu, Casa de Caridade fundada em 1866, refeitório e alojamentos coletivos, cujo espaço hoje é usado para retiros, encontros, seminários e meio de hospedagem. 

Contato com a coluna: teresaduarte2@hotmail.com